Elisabete Rodrigues

Eu amo minha vida

Textos



Alguns humanos, não podemos generalizar, mas a melhor maneira de desentocá-los, é se mostrar, e isso deve ser sempre considerado.
A melhor coisa de se mostrar é se livrar daquelas pessoas que nunca foram realmente AMIGAS, aquelas pessoas que amam mais seus próprios preconceitos do que a nós mesmos, aquelas pessoas que, por força das convenções vigentes, simplesmente não vão mais conseguir nos amar se souberem quem realmente somos.
Eu tento me concentrar em quem vale a pena.
Em um primeiro grupo estão aquelas pessoas que me amavam e continuam me amando, que me aceitam e sempre aceitarão.
Ainda mais valiosas são as pessoas que me amam apesar dos seus preconceitos.
As segundas me ensinam todo dia lições profundas de maturidade e amor. Porque, se existe maturidade e se existe amor, pouco importa quem é comunista, capitalista, monogâmico, poligâmico, ateu ou crente.
As terceiras enriquecem a minha vida e compensam todas as que foram embora, por serem semelhantes a mim, são o espelho onde me vejo, a experiência em que me baseio, o padrão no qual me meço.
Expondo é o melhor jeito de conhecer quem está à nossa volta, ou seja, as pessoas mais incríveis, abertas, lindas, etc...
Bom dia! Boa semaninha. Bjs

 
Elisabete Rodrigues
Enviado por Elisabete Rodrigues em 02/05/2017


Comentários

Site do Escritor criado por Recanto das Letras