Elisabete Rodrigues

Meus Textos, Minha Vida

Textos

Caminhemos sempre a novas estradas, ou melhor, deitemo-nos em nossos Caixões, e assim escrevo sobre a carta.
 
A natureza se renova constantemente. Ciclos se encerram para que novos ciclos possam iniciar. É como a larva que se transforma em uma bela borboleta, sai do casulo e abre as asas para o vôo inevitável de encontro com a sua vida. Assim é a natureza!

O caixão nos fala exatamente das renovações que permeiam a vida.

Quando uma criança nasce em uma família, ela recebe todos os conceitos (e/ou preconceitos), crenças, dogmas religiosos e toda uma gama de informações de como se comportar perante a sociedade.


O ciclo da infância termina e esta criança se transforma em um adolescente, com toda explosão hormonal que este período exige. O adolescente começa a ver o mundo com os seus próprios olhos, daí o choque entre gerações.

O ciclo da adolescência se encerra para iniciar a vida adulta, com todas as responsabilidades, cumprimento de horários e prazos, pagamentos de contas, trabalho, estudos, familia ... enfim, é assim que se evolui!!

Observem:
Citei alguns exemplos verdadeiros acima, desta forma,
vivenciamos constantemente o caixão e nem percebemos este processo de transformação interna. Isso é viver !!! Muitos o consideram como perdas e sofrimentos. Mas me digam qual o sentido da vida? Sofrimento? Não, sinceramente não acredito nisso. 
Estamos na vida para evoluir espiritualmente (sempre para melhor), para isso precisamos abandonar velhas crenças (limitantes) que não nos servem mais. As pessoas, muitas vezes, ficam focadas no sofrimento e esquece-se de olhar o que, de fato, aprenderam com tais experiências.
 
Eu sempre aponto para o processo de aprendizado e de transformação.

Todas as pessoas carregam uma bagagem repleta de experiências boas e ruins.
Renovar é preciso.
Abandonar velhos conceitos sobre si mesmo e ter um comportamento diferente nos relacionamentos é a chave.

O 08 é enterrar o passado, eliminar tudo que não faz mais sentido, deixar o velho morrer para o novo nascer, e a resposta esta dentro de cada um.

Muitos encaram tudo isso como perda, mas não é, isso tudo deve ser encarado como renascimento. Há infinitas possibilidades de um novo começo, nova postura diante da vida e, de preferência com um novo entendimento sobre si mesmo. Não podemos nos esquecer também ao falar de Morte que nosso corpo fisico é apenas uma roupa que vestimos para desempenhar o papel no teatro da vida atual e em breve retornaremos ao seio do nosso Pai e de acordo com nossas evoluções iremos em direção a futuras encarnações.

Note: Quem fica apegado ao passado, a pessoas, a relacionamentos estagnados, etc, tem dificuldade em se renovar, e tem dificuldade em assumir a parcela de responsabilidade que lhe cabe, através das escolhas que fez ao longo da vida.  

Então ficamos combinados assim: Reinventemos sempre, nos transformando numa versão melhorada.

É possível e acredito cegamente na renovação de cada ser humano, para quem quer ser melhor é claro, ou não, pois há pessoas acomodadas ou que não sabem o que querem, nem pra aonde vão, ou seja, aqueles que não gostam de sair da sua zona de conforto de forma inesperada, ficando num momento desesperador, e lamento informar que de qualquer maneira a qualquer momento a vida vai obrigar a mudar, e precisará lidar com isso.
É inevitável morrer (renovação), faz parte da vida. Muitos fogem, mas chegará um dia que não será mais possivel fugir e sim se render a vida maravilhosa que Deus nos deu pra cuidar.
Hora de crescer! Realidade!!!!!

Maturidade subjetiva
Elisabete R
💋drigues
 
 
 
 
Elisabete Rodrigues
Enviado por Elisabete Rodrigues em 10/07/2019
Alterado em 23/06/2020


Comentários

Site do Escritor criado por Recanto das Letras