Elisabete Rodrigues

Meus Textos, Minha Vida

Textos


Bem vindo ao Zoologico de São Paulo, e eu aqui com esta bela raposa me faz lembrar de uma história, enfim, provavelmente alguém já ouviu falar sobre a fábula da RAPOSA e as UVAS de Esopo, lendário, autor Grego.
Com algumas variações a narração diz que uma raposa vinha faminta pela estrada até que encontrou uma parreira com uvas maduras e apetitosas.

Passou horas pulando tentando pegá-las, mas sem sucesso.
Depois de muita luta e cansada pelo esforço frustrado, saiu reclamando dizendo que não queria mesmo aquelas Uvas Horrorosas, afinal elas estavam verdes e não deviam ser boas.

Indo embora, mais a frente, escutou um barulho como se alguma coisa tivesse caído no chão, não pensou duas vezes e voltou correndo pensando que era as uvas que estivessem caídas no chão porque ela sabia muito bem que as uvas estavam maduras.
Mas ao chegar, para sua grande decepção, eram apenas folhas que havia caído da parreira.
A raposa virou as costas, e foi-se embora resmungando, amargurada, pelo resto da vida.
Isso aconteceu com a fábula da raposa, mas não só com ela.
Quantas vezes na vida há pessoas que tem atitudes como esta? Alias chega a ser uma tendência quase natural no Ser Humano quando não consegue atingir uma meta, ou seja, intrigas para diminuir o peso. No entanto, esta postura não resolve o problema, pelo menos pra quem almeja viver em paz. Ninguém é feliz verdadeiramente se não vive a verdade. “Conhecereis a verdade e a verdade vos libertará”.
Muitos precisam aprender esta arte, e conviver com esta dinâmica.
Não sabendo lidar com isso, é fugir da realidade, é mentir pra si mesmo, quando a saída é admitir as limitações e buscar superar com humildade compreendendo a dinâmica da vida.
A raposa sabia que as uvas estavam maduras e muito apetitosas, e foi injusta ao afirmar com toda certeza que estavam verdes e não tinha interesse nelas, assim é o Ser Humano em muitas situações, e mentindo a si próprio é optar a viver na ilusão, travando um duelo entre a verdade que esta diante dos olhos e a mentira que prefere ostentar e afirmar.
A vida ensina que nem sempre ganhamos e nem sempre perdemos, mas o que sempre acontece: Acrescentamos experiências a nossa existência e é preciso estar atento aos detalhes.
Minha vida, verdade, beijos.
https://www.elisabeterodrigues.blog.br/2019/12/raposa.html
Elisabete R💋drigues

 
 

 
Elisabete Rodrigues
Enviado por Elisabete Rodrigues em 10/12/2019
Alterado em 18/12/2019


Comentários

Site do Escritor criado por Recanto das Letras
Tweet